Drama ao cortar os cabelos?

Drama ao cortar os cabelos?

Aquele conhecido choro no salão de beleza infantil é mais comum do que vocês pensam, e é sobre esse assunto que conversaremos hoje.

Em nossos 32 anos de experiência em cortes de cabelos infanto-juvenil, nos deparamos com vários casos de choro, drama ou desespero de crianças que vieram tirar seus cabelinhos velhos.

A primeira ida ao cabeleireiro muitas vezes coincide com a fase da “adolescência do bebê”, conhecida também com “terríveis dois anos.” Nessa fase, a criança está começando a entender que ela é uma pessoa, com opiniões e vontades próprias, passando a se comportar de modo contrário ao que os pais esperam, a espernear, ser agressivo e dizer não para tudo. O pequeno fica assustado demais tentando entender essa nova fase, e experimentar coisas novas pode ser um pouco mais trabalhoso.

Outra grande causa de choros, ocorre quando suas experiências anteriores no salão não foram agradáveis. O uso de navalha ou maquininha pode machucar a criança, eles possuem pele mais sensível do que a dos adultos. Choques por máquinas mal cuidadas também pode acontecer, e é mais comum do que se imagina. E por último, lembramos que o barulho também assusta os pequenos, pois possuem os ouvidos mais sensíveis.

Segurar a criança ou qualquer membro dela, como cabeça e mãos, até mesmo cortar enquanto a criança está muito nervosa, também podem causar um futuro traumático ao cortar os cabelos. As crianças pensam por associação, isso pode piorar esse simples processo. Elas acreditam que por segurar, ela deve reagir, pois acontecerá algo que ela não gostará, como: injeções, remédios, ir embora de um lugar que ela não quer ir ou qualquer outra coisa que fazemos contra sua vontade. Sendo assim, a falta de paciência e tempo são fatores que influenciam na hora do corte, as crianças precisam de alguns minutos a mais para se acostumar com o local e com os profissionais, a impaciência e o fato de segurar à força, podem causar um trauma enorme no seu filho.

Ainda sobre o pensamento por associação, o fato de levar as crianças ao hospital ou para tomar vacinas no mesmo dia em que vão cortar os cabelos, pode fazê-los associar a atividade dolorida com a outra atividade que realizarem no mesmo dia, fazendo com que a partir de então, ambas as atividades sejam causa de sofrimento.

A missão do Pirralhos Cabeleireiros, é trazer experiências divertidas o tempo todo para as crianças, afinal o corte de cabelos é um hábito para o resto da vida. Sendo assim, possuímos profissionais altamente treinados e com vasta experiência nas mais diversas situações, garantindo que seu pimpolho perceba o quanto cortar, pentear, lavar ou secar os cabelos é prazeroso!